Série bizarrices pseudo-gospel: garrafada do poder

terça-feira, 31 de agosto de 2010

"Como no tempo dos apóstolos"? Realmente, no tempo dos apóstolos não tinham tantos imbecis analfa pseudo-cristãos, bruxos e desinformados. Só rindo pra não chorar. Quanta incultura...

3 comentários:

rosely disse...

Eu não acredito, perdi meu precioso tempo vendo esse video.
Mais valeu!! deu boas risadas .
Mas poluição nos nossos rios .
Deus nos ajude.

Jair disse...

Sou ateu e ao assistir a esse vídeo, que é parecido com milhares postados no youtube, quis deixar a minha pespectiva desse novo cristianismo. O que acho interessante é a forma inteligente de comunicação usadas por esses pastores e bispos de igrejas evangélicas em seus rituais ou cerimônias.Eles, inteligentemente, perceberam que quando a Igreja Católica afastou-se do sincretismo(a mistura do catolicismo com o candomblé), deixou um vácuo imenso, onde muitas pessoas necessitadas do aconchego religioso,e sob influencia do candomblé, oriunda da convivência com seus pais desde criança. Atentos e sensíveis à essa demanda, passaram a utilizar uma linguagem intermediária entre as duas religiões. Suas cerimônias religiosas são carregadas de palavras como: descarrego, despacho, o coisa ruim (Diabo) e por aí vai. Também se utilizam de palavras bastante usadas nas cerimônias e cultos do cristianismo católico e protestante e etc.É também muito comum frases como: “Em Nome do Sr.Jesus”; “Espiritos Malignos” e etc. . Não há dúvida que essa nova forma de cristianismo é uma disvirtuação grosseira do original, mas, esses guias religiosos conhecem bem a linguagem do povo.

JairPPereira

Emerson disse...

Excelente exposição, Jair. É por aí mesmo. Quando a incultura grassa, o perigo aparece.

Postar um comentário