Dawkins pede para que os ateus zombem dos católicos no "Comício da Razão"

quarta-feira, 28 de março de 2012


-. No "Comício da Razão", que ocorreu em 24 de março em Washington, DC, cerca de 20.000 ateus e agnósticos ouviram o autor e ativista Richard Dawkins incentivar a zombaria de crenças católicas e as de outras religiões.
"Não caiam na ideia de que somos todos muito educados para falar sobre religião", disse Dawkins, antes de instar os participantes do Comício a ridicularizar a fé dos católicos na Eucaristia.
"A religião faz afirmações específicas sobre o universo que precisam ser fundamentadas, e precisam ser questionadas - e, se necessário, precisam ser ridicularizadas com desprezo",  disse ele a uma multidão no National Mall.
"Por exemplo, se alguém diz que é católico, pergunte-lhe: 'você realmente acredita que, quando um padre abençoa uma hóstia, ela se transforma no corpo de Cristo? Você está seriamente me dizendo que você acredita nisso? Você está seriamente dizendo que o vinho se transforma em sangue?"
Se a resposta for sim, Dawkins sugeriu aos ateus que devem mostrar desprezo pelos crentes, em vez de ignorar o problema ou fingir respeito.
"Zombem deles", ele disse à multidão. "Ridicularize-os! Em público! "
O ex-professor de Oxford e autor do livro "Deus, um delírio" foi um dos palestrantes do comício de sábado, que também contou com o comediante Eddie Izzard, a banda punk Bad Religion e o mágico James Randi.
Dawkins chamou os ateus para identificarem-se em público, em prol de uma sociedade mais abertamente secular.
Ele também afirmou que muitos cristãos auto-identificados são apenas adeptos nominais de sua religião, e devem ser convocados a que repudiem suas crenças para se juntarem aos ateus.
"Quando você encontrar alguém que afirme ser religioso, pergunte-lhe no que eles realmente acreditam", Dawkins sugeriu.
"Se você conhecer alguém que diz que é católico, por exemplo, dizer: 'O que você quer dizer? Você só quer dizer que você foi batizado católico, porque eu não estou impressionado com isso.'"
Mas aqueles que sustentam as doutrinas de sua fé devem ser abertamente ridicularizados, disse Dawkins.
"Eu não desprezo as pessoas religiosas, eu desprezoo que elas representam", explicou.
Em outra parte em seu discurso, o ex-professor elogiou a "verdade" e "beleza" da evolução darwiniana, e a capacidade do "processo incrível" para produzir a vida com a "ilusão de design."
"Como é concebível", ele se perguntou, "que as leis da física devem conspirar - sem orientação, sem direção, sem qualquer inteligência, para nos trazer ao mundo?"
É "quase bom demais para ser verdade", ele alardeou, que este "processo mecânico, automático, não planejado inconsciente" produziu a inteligência humana.
"Isso não é apenas verdadeiro, é lindo", declarou ele em meio a aplausos da multidão de agnósticos e ateus.
"É belo porque é verdadeiro", disse Dawkins. "E é quase bom demais para ser verdade."

Tradução: Emerson de Oliveira

4 comentários:

Yanbr89 disse...

Se isso acontecer aki no Brasil os caras seram comidos vivos

emeoliv disse...

Dawkins é um completo esclerosado, que já perdeu a razão ou aluga o cérebro só pra encher de ódio aos religiosos e à religião. E depois vem falar de "tolerância".

HELEN NASCIMENTO disse...

Que nojo desse homem! Que Deus tenha misericórdia dele e de sua geração.

Flying Boss disse...

Cara, aqui nesse blog só tem doente!...

Postar um comentário